Choose your language

Notícias

Braskem atinge Ebitda de R$ 3.011 milhões no 2T16 15% acima do 2T15.
São Paulo — A Petroquimica Braskem divulgou no dia 4 de agosto(quinta-feira), os resultados do segundo trimestre de 2016, destacando no Brasil, a demanda de resinas (PE, PP e PVC) de 1,2 milhão de toneladas no segundo trimestre de 2016, uma expansão de 3% em relação ao primeiro trimestre de 2016. No período, o market share da Companhia cresceu 3 p.p. o que permitiu que as vendas totalizassem 846 mil toneladas, expansão de 8% em relação ao primeiro trimestre de 2016, superior a expansão do mercado. A taxa média de utilização dos crackers no segundo trimestre de 2016 atingiu 94%, 1 p.p. superior ao mesmo período do ano anterior e 5 p.p. superior ao apresentado no primeiro trimestre de 2016, refletindo o contínuo bom desempenho operacional, com destaque para a produção da central petroquímica base gás do Rio de Janeiro em função da maior disponibilidade de matéria-prima no período.

Ainda de acordo com o comunicado da companhia, a produção de resinas no segundo trimestre de 2016 foi de 1,2 milhão de toneladas representando uma expansão de 1% em relação ao mesmo período do ano anterior. Neste cenário, adicionalmente ao aumento de vendas no mercado interno, houve aumento no volume de exportações de resinas brasileiras de 21% quando comparado com o 2T15, totalizando 454 mil toneladas de resinas. Em relação ao 1T16, o aumento foi de 9%.

Exportações — As exportações dos petroquímicos básicos somaram 379 mil toneladas, 6% superior ao volume registrado no 2T15 em função principalmente do aumento das exportações de gasolina.

No segundo trimestre de 2016 o Brasil, incluindo o resultado das exportações, apresentou Ebitda de R$ 2.293 milhões, o que representa 75,3% do consolidado da Companhia.

Estados Unidos e Europa — Nas unidades dos EUA e Europa, a taxa média de operação das plantas de PP no 2T16 foi de 103%, refletindo a boa eficiência operacional e a forte demanda do mercado de PP principalmente nos EUA. No 2T16, a produção registrada nas unidades dos EUA e Europa totalizou 513 mil toneladas, uma expansão de 2% face ao 2T15. As vendas no trimestre atingiram 504 mil toneladas representando uma expansão de 2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Com o bom desempenho de produção e vendas, Estados Unidos e Europa apresentaram EBITDA de US$ 212 milhões (R$ 745 milhões), representando 24,5% do consolidado da Companhia. No mesmo período do ano anterior, o segmento representava 8% do Ebitda consolidado.

México — Com um volume mais expressivo de produção, formação de estoque e comercialização, a partir do 2T16, o complexo petroquímico do México inicia sua geração de resultado operacional e passa a ser um segmento reportável pela Companhia. No período, a Braskem Idesa registrou Ebitda de R$ 7 milhões. No trimestre, a taxa de utilização registrada das plantas de polietileno foi de 32%. A produção total do complexo foi de 83 mil toneladas de resinas. As vendas totais registradas foram de 54 mil toneladas tanto nos mercados mexicano quanto internacional, incluindo as vendas de pré-marketing do período.

Braskem — Consolidado: o Ebitda consolidado no segundo trimestre de 2016 foi de US$ 858 milhões, 1% acima do mesmo período do ano anterior e 11% acima do primeiro trimestre de 2016. Em reais, o Ebitda registrado foi de R$ 3.011 milhões, 15% acima do 2T15. Os principais fatores que levaram a esse desempenho foram (i) o maior volume de vendas em todos os mercados; (ii) melhores spreads de PP nos Estados Unidos e Europa; (iii) maior disponibilidade de matéria-prima no cracker base gás do Rio de Janeiro; (iv) o contínuo bom desempenho das operações dos EUA e Europa; e (v) a depreciação média do real de 14% entre os períodos.

— O lucro líquido do segundo trimestre de 2016 foi de R$ 281 milhões no Consolidado e R$ 413 milhões na Controladora. Em abril a Braskem pagou R$ 1 bilhão de dividendos (32% do lucro líquido de 2015). A alavancagem corporativa medida pela relação dívida líquida / Ebitda em dólares registrada no trimestre foi de 1,79x, o que representa uma queda de 21% em relação ao mesmo período de 2015—conclui a empresa.

Fonte:
http://www.revistafatorbrasil.com.br/ver_noticia.php?not=325063

Analitica Latin America

Local

São Paulo Expo
São Paulo, Brasil

Data & Horário

26 a 28, Setembro de 2017
Das 13h00 às 21h00

Analitica Latin America

O principal objetivo da Analitica Latin America é proporcionar um espaço ideal que gere oportunidades de negócios estratégicas aos expositores e visitantes trazendo sempre as novidades e últimas tendências do setor.

A feira se destina a profissionais das indústrias farmacêutica, cosmética, alimentícia, petroquímica, química, analítica, entre outras.

Apoio Institucional    



Apoio    
5

5

5

1

1